Situado no coração de Santa Cecília, região central da capital paulista, o restaurante Esquina do Fuad está comemorando meio século de atividade. Famoso por seus grelhados e ambiente descontraído, com mesas na calçada, recebe todos os perfis de público e faixa etária, com seus pratos bem servidos e um preço convidativo.

 

Lilian Sallum,  filha do fundador, Fuad Sallum, trabalhou no restaurante ao lado do pai e de sua mãe, Maria Linda, e comanda o local desde seu falecimento, há 4 anos.

 

Uma reforma caprichada em 2016, compuseram a mudança, tornando a casa mais elegante e o serviço mais eficiente, sem perder a descontração que sempre caracterizou o local. Do passado, ficaram nas paredes as fotos de autoridades e celebridades que por ali passaram e, no cardápio,  ampliado, foram mantidas as suculentas e macias picanhas que fizeram a fama da Esquina do Fuad.

 

Entre as novidades, há os pratos executivos, servidos o dia todo, com opções de risotos, massas, peixes, assados e grelhados. Há também os buffets de sopas, durante o inverno, sempre no jantar.

 

Dos pratos consagrados, o destaque é a “Picanha à La Ronaldo”, homenagem ao jogador de futebol, e também o “Filé à Parmegiana” e o “Filé à Cubana”. Entre os petiscos,  “Bolinho de Carne Seca”,  para degustar com cerveja. 

 

Nas bebidas, destacam-se as novas opções de frutas das caipirinhas de cachaças selecionadas, assim como as cervejas, sempre bem geladas, de várias marcas.

 

A história dessa casa de 5 décadas encanta os curiosos. Fuad Sallum, paulista descendente de libaneses, viu em uma lanchonete de esquina, no encontro da Rua Martim Francisco com a Rua Imaculada Conceição, a possibilidade de desenvolver um negócio mais robusto, um restaurante, que veio a se chamar Esquina Grill. Agora, repaginado, em homenagem ao seu visionário criador, adota definitivamente o nome Esquina do Fuad, como sempre foi conhecido nas redondezas.